Pepsi compra Celsius: análise de mercado frente a novos cenários

6 minutos para ler

Diversas mudanças acontecem no mundo inteiro a todo instante, sejam elas adaptações, inovações ou criações contextos gerados a partir de situações vividas ao longo dos anos. Atualmente, a nossa sociedade vem se adaptando a novas realidades e buscando mais informações sobre o bem-estar, como cuidar da saúde mental, ter uma vida mais saudável e buscando mais tecnologias que beneficiem todo esse ciclo que envolve, principalmente, a qualidade de vida.  

Essas repentinas alterações no cotidiano fazem com que a busca por informações de qualidade se torne ainda mais frequente, sobretudo quando há conhecimentos atrelado à tecnologia. Uma pesquisa sobre a “Jornada Digital do Paciente”, realizado pelo Minha Vida – empresa que desenvolve produtos digitais relacionados à saúde – informou que 94% dos participantes buscam informações sobre saúde na internet. 

Os dados mostram um direcionamento mais certeiro para empresas do ramo alimentício e bebidas, e dão lhes uma lição: os hábitos benéficos à saúde tendem a estar cada vez mais presentes na vida das pessoas. Com essa mudança no estilo de vida, a adaptação das marcas está mais visível para os consumidores. Recentemente, a Pepsico investiu US$ 550 milhões na Celsius, uma empresa de bebidas energéticas mais saudáveis.  

Para a Pepsico, adquirir uma participação na Celsius – que ganhou fama com sua bebida zero açúcar, sem corantes ou sabores artificiais e ingredientes não transgênicos – permitiria ampliar seu alcance no segmento de bebidas energéticas e saudáveis. Isso ocorre porque o interesse dos consumidores em energia funcional só deve crescer nos próximos anos, principalmente dos jovens, a Geração Z, que é o principal público dessa marca. 

Fato é que este novo mercado parece ser mais interessante devido aos hábitos populacionais que vão se moldando. Segundo uma pesquisa da MindMiners, 54% das pessoas pagariam mais caro em bebidas que oferecessem benefícios à saúde e efeitos positivos para seus corpos e, 57% gostam de provar novas bebidas, sabores e benefícios. Tal estudo aponta que a população está disposta a mudar o seu gosto para ter vantagens atreladas ao conforto de ter um corpo mais saudável.  

A Celsius espera que o acordo aumente sua distribuição nos próximos 12 meses em cerca de 40%, com oportunidades em lojas de conveniência, campus universitários, vendas e serviços de alimentação. Também reduziria o custo sobre o gerenciamento de uma rede de envio desses produtos. Para se ter uma noção, as vendas da Celsius indicaram um aumento de 137% desde o ano passado. 

“O objetivo era realmente garantir que estivéssemos totalmente alinhados e maximizando o potencial do acordo de distribuição. Dar a cara a tapa, ter um investimento – nós sentimos que era importante juntar as duas peças em uma”

disse o CFO da Celsius, Jarrod Langhans, sobre o aporte da Pepsico. 

O caso da Pepsico é um exemplo de como os negócios do ramo de bebidas estão se adaptando as mudanças de hábitos dos consumidores no cenário pós pandêmico. Através de dados próprios e mercadológicos, a empresa percebeu que os refrigerantes estão diminuindo a venda para bebidas energéticas, funcionais e mais saudáveis entre os jovens.  

Para continuar competitiva no mercado, então, realizou esse movimento de compra da Celsius. 

Analisando o cenário mercadológico do Brasil

Um estudo feito pela plataforma de inteligência de mercado da Economapas replica a pesquisa realizada nos Estados Unidos com o case da Celsius, aqui no Brasil, para entender se essa tendência de mudança de hábitos se repete dentro do território brasileiro e mostrar quais seriam as áreas mais propícias para fabricantes de bebidas investirem com esses produtos mais saudáveis e assim obterem um retorno financeiro maior. 

Com as informações geradas pelo software, descobriu-se que as pessoas com classes sociais mais elevadas costumam consumir alimentos e bebidas mais saudáveis, o que resultou em um dos critérios utilizados nesta pesquisa de mercado, além da geração Z ser o público-alvo da Celsius. 

Tendo a incidência maior de jovens que se preocupam com uma melhor alimentação vamos destacar as 3 principais cidades com o maior número de possíveis consumidores destas bebidas. 

Na cidade com maior população do Brasil, São Paulo, os bairros apontados pelo mapa de calor como os mais prováveis de terem esse público-alvo mais assertivo e com maior probabilidade de aceitação para uma venda, Vila Mariana, Saúde e Perdizes figuram no top-3. No Rio de Janeiro, a Zona Oeste aparece com Recreio e Jacarepaguá, em seguida vem Botafogo para fechar os locais com maior concentração de pessoas de acordo com esses critérios. Brasília conta com a Asa Sul, Asa Norte e Taguatinga.  

Distribuindo dados com estratégias 

São diversos estudos que auxiliam a criação de uma metodologia e ajudam toda equipe de expansão comercial, marketing, vendas, englobando todos essas áreas e apoiando-se em inteligências que entendem seus dados e os proveem de forma mais simples. 

Novas oportunidades de negócio são construídas com informações auxiliando naquele planejamento feito. Para isso, o direcionamento com Big Data e Analytics são fundamentais nesta etapa, analisando dados para melhor assertividade do Marketing em conjunto com o Trade Marketing para que, no ponto de venda, tudo ocorra da melhor maneira e o sucesso da campanha seja alcançado.  

A distribuição das bebidas, como exemplificado com o caso acima, seria mais direcionada com uma inteligência de mercado por trás, orientando e auxiliando em quais locais seria mais adequado aquele tipo de produto, mostra quais dados podem contribuir bastante com aumento de receita, entendimento de público-alvo e redução de risco.  

O case da Pepsico mostra que, por mais que seja o tamanho da empresa, é preciso sempre inovar e ir em busca de novos mercados para abranger ainda mais os tipos variados de gostos dos consumidores, é saber criar novos produtos, distribuí-los de maneira eficiente e sempre tornando a marca e produto mais próxima do cliente final.  

Posts relacionados

Deixe um comentário